Google+ Followers

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Eu tenho um carro Azul Cueca

Foram 12 anos de aventuras e desventuras ao volante de um C3 Azul Cueca. Eu tenho a teoria de que os animais de estimação acabam por adquiri a personalidade dos seus donos, e o mesmo acho que acontece aos carros... O meu  C3 é completamente ''apanhado do motor''.

Vou relatar apenas algumas das enumeras peripécias (boas e más) que esta bela maquina me proporcionou ao longo desde tempo:


  • Durante mais de 3 anos o único CD que tocou foi ''Re-Definições' dos Da Weasel, e não foi por eu ser a maior fã do mundo deste álbum (porque nem sou) apenas calhou o CD entrar lá um dia e não voltar a sair até o leitor de CD deixar de funcionar (acho que o carro enjoou e acabou por rejeitar para sempre CD's);
  • Autocarro da Carreira Algarve > Lisboa, Lisboa > Algarve, capaz de fazer concorrência directa à Rede Expresso (quase sempre com lotação esgotada);
  • Numa das viagens para o Algarve teve um surto de lepra e começou a perder peças. Acabamos por ter fazer o resto da viagem com o Para Choques colado com Pastilha Elástica que mais tarde acabou por ser substituída por arames;
  • Depois de uma chuva de granizo gigante ficou com um cabelo à Punk (os plásticos do tejadilho transformaram-se em duas cristas)...
  • Foi escoltado pela policia na auto-estrada não por transportar uma vedeta do cinema, mas porque a sua condutora tem pânico de aranhas e teve um paragem cerebral quando viu que uma dessas infames criaturas aproveitou a boleia para Lisboa no C3 e decidiu para o carro no meio da auto-estrada com os 4 piscas ligados.
  • As suas crises de identidade e birras transformavam-no numa ostra impossível de abrir com a chave, para voltar a deixar alguém entrar é necessário leva-lo ao "médico dos carros" e liga-lo ''às maquinas''. Numa dessas crises até tive 2 ''indivíduos duvidosos'' que estavam a estacionar carros e se ofereceram para tentarem ''entrar à força'' utilizando métodos pouco legais, mas ao fim de 40 minutos acabaram por desistir e afirmar que aquele carro era à prova de assaltos (a não ser, obviamente, que se partisse o vidro).
  • Recebia elogios dos Senhores Arrumadores de Carros: ''Menina, isso é que é um carro com personalidade, prefiro ''estacionar'' esse carro do que os Mercedes dos Doutores Engravatados!!!"

E como estas, muitas outras coisas nos aconteceram durante estes 12 anos, mas isso são palavras para outras histórias. Agora vou passar o testemunho aquele que se intitula de meu irmão.

O belo do Azul Cueca com cabelo à Punk


Sem comentários :

Enviar um comentário